Após legalizar maconha, consumo juvenil da droga no Colorado se torna o menor dos EUA

Aqueles que ainda defendem a guerra às drogas sempre argumentam que a legalização ou liberação da planta levaria ao aumento do uso entre os jovens. Entretanto, uma pesquisa recente, a Healthy Kids Colorado Survey, feita pelo Departamento de Saúde Pública do Colorado – um dos primeiros estados a legalizar a maconha recreativa nos EUA – demonstra que, por dois anos consecutivos, os jovens no Colorado usam menos maconha do que os jovens em outras partes do país.

Em 2009, quando começaram a abrir as lojas de venda de maconha para fins medicinais no estado, 24,8% dos jovens haviam usado maconha nos últimos trinta dias. Seis anos depois, com a maconha recreativa também legalizada, o mesmo índice caiu para 21,2%, enquanto 78% dos jovens não usaram maconha. No restante dos EUA, onde boa parte dos estados ainda proíbe o uso de maconha para fins recreativos, 21,7% dos jovens usaram maconha nos últimos trinta dias, mostrando não apenas que a legalização não aumentou o consumo, como no fim o diminuiu em relação ao restante do país. A droga mais utilizada pelos jovens do Colorado segue sendo o álcool (59%), seguida pelo tabaco (25%).

Os dados e a realidade após a legalização fizeram com que o governador do Colorado, John Hickenlooper, inicialmente um veemente opositor da legalização, mudasse de ideia: “Não causou o caos que imaginava que causaria. Está funcionando bem.”

A  pesquisa voluntária coleta dados anônimos e auto-declarados sobre a saúde de jovens do ensino fundamental e médio no Colorado. Mais de 17 mil jovens foram selecionados aleatoriamente para participar e a pesquisa é realizada anualmente.

Deixe uma resposta